Você já pensou sobre o que leva em conta para tomar decisões na sua empresa? Quem está envolvido nesse processo? O processo de tomada de decisão é um dos mais centrais dentro de uma organização. Escolhas equivocadas e sem conexão com os seus objetivos estratégicos podem comprometer a saúde financeira, os resultados e o futuro do seu negócio como um todo.

Algumas são mais simples e corriqueiras, podendo ser efetuadas de maneira mais intuitiva. Porém, existem decisões que envolvem incertezas sobre os seus resultados, alternativas amplas e diversas, além de uma grande diversidade de fatores e consequências de alto risco. Essas se tornam mais complexas e exigem maior trabalho e planejamento.

Neste artigo você vai entender alguns passos que ajudam a criar um processo de tomada de decisão mais assertivo e que impacta positivamente a sua empresa. Confira agora!

1. Faça um levantamento da situação atual da sua empresa e do ambiente externo

Antes de tomar uma decisão, é essencial que você entenda o seu posicionamento atual, suas forças e fraquezas. É importante também buscar informações sobre tendências de mercado para a sua área de atuação, oportunidades e ameaças ao seu negócio.

Dessa forma, você conseguirá levantar fatores-chave que interferem nas consequências da sua decisão. Com isso, terá insumos mais estruturados e embasados para a tomada de decisão de maneira mais assertiva.

2. Leve em conta o seu planejamento estratégico

Toda decisão tomada na sua empresa deve ser coerente com sua missão, visão, valores e objetivos estratégicos a longo prazo. Caso contrário, é possível fazer uma escolha que afaste o seu negócio das suas metas e objetivos.

Dessa forma, é necessário a revisão de todo o planejamento estratégico durante o processo de tomada de decisão. Essa ação permite que você tome uma decisão de maneira mais coerente e consciente.

3. Considere todas as alternativas possíveis e avalie riscos

Para tomar uma decisão assertiva é essencial que você faça um levantamento de todas as possibilidades existentes. Liste todas as alternativas para a resolução dos problemas e tente prever as consequências de cada uma.

Você pode realizar uma análise de riscos para cada alternativa e, com isso, avaliar as que se enquadram melhor no risco que a sua empresa está disposta a correr.

4. Inclua os colaboradores na decisão

Decisões, mesmo que tomadas pelos líderes, precisam ser executadas pelos seus colaboradores, afetando a empresa como um todo. Dessa forma, é necessário incluir todo o time no processo de tomada de decisão ou, ao menos, comunicar de maneira clara todas as etapas do processo e o porque da escolha realizada.

Dessa forma, você garante que a equipe tenha voz e se sinta parte da empresa como um todo. Isso aumenta a probabilidade de engajamento por parte dos seus funcionários nos processos de mudança e transformação. Eles podem trazer elementos e fatores-chave que ainda não haviam sido levados em conideração pelos líderes.

5. Use metodologias de tomada de decisão e a tecnologia a seu favor

Existem diversas metodologias que podem ajudar a avaliar a situação da sua empresa e as alternativas e impactos da decisão. Entre elas estão a matriz de análise SWOT, 5W2H, árvore de decisão, entre outras.

Além disso, as ferramentas tecnológicas ajudam muito nesse processo. Existem diversas informações e dados aos quais a sua empresa tem acesso — tanto internos quanto externos. Uma boa compilação e análise dessas informações pode gerar relatórios e previsões importantes para embasar a tomada de decisão na sua empresa. Dessa forma, você torna o seu processo mais assertivo e aumenta as chances de sucesso.

Portanto, estruture o processo de tomada de decisão na sua empresa e melhore as escolhas feitas por você e seus líderes. Assim, você diminui a probabilidade de erros, garantindo a manutenção da sua competitividade no mercado e da saúde financeira da sua empresa.  

E, para ficar sempre por dentro de todas as atualizações do nosso blog, siga a VP6 no Facebook!

Escreva um comentário

Share This