Em uma empresa, a falta de equilíbrio entre as vendas realizadas e a compra de novas mercadorias pode ser um grande problema na gestão de estocagem.

Por isso é importante contar com ferramentas de apoio que facilitem o entendimento do que entra e sai nos armazéns da empresa. O giro de estoque é um indicador que demonstra o desempenho do local, apontando de forma padronizada a qualidade.

Esse procedimento é imprescindível para quem trabalha com mercadorias. Isso porque, o estoque de uma empresa é onde fica todo o material que faz o negócio funcionar. Seja em uma indústria com as suas matérias-primas ou um comércio e suas mercadorias.

Neste artigo vamos lhe explicar o que é e como funciona essa ferramenta e os benefícios que pode trazer ao seu negócio. Boa leitura!

O conceito e os benefícios do giro de estoque

índice responsável por demonstrar o desempenho de um estoque é chamado de giro de estoque. Ele permite visualizar de forma padronizada a qualidade em relação ao uso dos recursos armazenados. É responsável pela avaliação e demonstração de saúde financeira dos materiais estocados.

Dessa forma, fica mais prático analisar quais produtos estão contribuindo para o lucro da empresa. É também um componente importante na avaliação do Retorno sobre o Ativo. Esse indicador demonstra como a empresa é rentável quanto aos seus ativos. Com ele, a visão de quão eficiente é a gestão da empresa fica mais clara com a utilização de seus ativos. Assim, com esse controle de estoque fica possível compreender como o inventário atual pode se transformar em lucro, e não o contrário.

A maneira de calcular o giro de estoque

Para manter em equilíbrio a produção de uma empresa com o ritmo de vendas, é preciso saber o giro ideal de estoque. Para isso, é preciso ter certeza do valor da variável denominada de média de estoque. Ela precisa ser calculada pelo período do cálculo, a seguir encontre o número total de produtos vendidos neste período e, por fim, estabeleça o volume médio no estoque durante esse intervalo.

Como forma de exemplificar o cálculo, podemos imaginar que um dono de uma fazenda venda 1800 sacas de trigo anualmente. Dessa forma, sabemos que o estoque médio é de 200 sacas. Ao seguir a fórmula,  terá o giro de estoque que é = 1800/200 = 9 giros por ano.

Também é possível calcular pelo valor. Supondo que o valor do estoque médio seja de R$30 mil e o volume anual de vendas seja de R$ 450 mil. Ao utilizar esses valores, podemos usar o seguinte cálculo de giro de estoque que é = R$ 450.000 / R$ 30.000 = 15 giros anuais.

A importância de manter um giro de estoque em sua organização ajuda a evitar diversos prejuízos. Alguns deles estão os produtos parados por causa de baixa demanda ou até a quantidade insuficiente de mercadorias que estão populares no mercado. Com essa ferramenta você pode se programar para períodos futuros e assim, otimizar os resultados.

Esse texto lhe foi útil? Então, não se esqueça de nos seguir no FacebookInstagram e Linkedin para receber as nossas atualizações em primeira mão!

Escreva um comentário

Share This